Search
  • Christiane Dumont

O CAMINHO DAS PEDRAS

Updated: Feb 5




Pedro e alguns dos apóstolos estavam num barco em meio a uma grande tempestade. Jesus foi até eles andando sobre as águas. Assustado, duvidando que fosse Jesus, Pedro pediu uma prova: “Se você é mesmo o mestre, me ajuda a chegar até você”. Em seguida saltou do barco, mas em vez de andar sobre as águas, começou a afundar.


Jesus pega Pedro pela mão e diz:


“Pedro, você precisa aprender o caminho das pedras.”


O que? Então Jesus não estava flutuando sobre as águas? Jesus estava andando? Para tudo que eu quero descer!


Calma, gente! Como tudo na vida, depende do ponto de vista pelo qual você quer olhar.


Pelo ponto de vista espiritual, pedra significa , ou seja, acreditar que você vai conseguir para poder conseguir de verdade. Jesus estava realmente flutuando sobre as águas porque acreditava que isso era possível tanto para ele quanto para Pedro.


Por um ponto de vista mais pragmático, pedra significa conhecimento. Jesus sabia onde estavam as pedras e foi pisando nelas até chegar ao barco. Pedro, que não sabia, simplesmente afundou.


Pedra também pode significar experiências. Um problema que você supera, pode virar uma pedra para você subir em cima e manter os pés fora d’água. De quebra, seus amigos ainda vão achar que você anda fazendo milagres por aí. “Fulano conseguiu aquela promoção? Só pode ser milagre!”.


Por que estou contando isso para vocês?


Para explicar o porquê do meu novo blog se chamar O caminho das Pedras.


Esse nome, na realidade, não foi escolhido por mim. Foram meus clientes de coaching que, através dos depoimentos deixados no meu site, foram me mostrando o caminho das pedras. Reparei que algumas metáforas se repetiam tais como “enxergar o que não enxergava, abrir caminhos, guiar na jornada, pegar pela mão, bússola quando você está flutuando no oceano” e por aí vai.


Meu compromisso com vocês, através deste blog, é o de compartilhar tudo que leio, ouço, assisto e estudo sobre autodesenvolvimento. Como se cada livro, imagem, citação representasse as pedras do caminho. E minha percepção sobre cada um desses tópicos vai ajudar vocês a escolher em que pedra vai querer pisar.


Post após post, a gente vai descobrindo juntos o caminho das pedras até nós mesmos e nossos objetivos.


Mas não dá para falar de pedra sem falar do Carlos Drummond de Andrade, certo?


Drummond escreveu: “No meio do caminho tinha uma pedra. Tinha uma pedra no meio do caminho”.


E eu, com toda humildade do mundo, gostaria de pedir licença ao nosso grande poeta e complementar com “e a pedra no caminho era, na verdade, o próprio caminho”.


Namastê.


#fé #experiencia #conhecimento #autoconhecimento #autodesenvolvimento

101 views

© 2018 by Mariana Dumont - mdumontdesigns.com

  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • YouTube - Black Circle